quarta-feira, 6 de julho de 2011

O princípio ALARA

O princípio ALARA




Um princípio de proteção chamado ALARA vai mais além na proteção do trabalhador que o nível da DE. Esse princípio postula que a exposição ocupacional deve ser mantida “As Low As Reasonably Achievable”(no nível mais baixo que puder ser conseguido).

Esse é um princípio importante que todo técnico radiologista deve estar atento.

A seguir um resumo de quatro formas importantes pelas quais isso pode ser alcançado:

1- Sempre usar o dosímetro ou outro dispositivo de monitoração. Apesar do distintivo não diminuir a exposição do trabalhador, os registros precisos a longo prazo são importantes para a determinação de práticas de proteção.

2- Dispositivos de imobilização ou bandas de retenção devem ser usados sempre que possível, e apenas como último recurso alguém deve permanecer na sala para conter o paciente – nunca deve ser o pessoal da radiologia. Se a contenção do paciente for necessária, ele deve ser feita por uma outra pessoa que não seja um profissional ocupacionalmente exposto. Essa pessoa nunca deve permanecer no feixe primário e sempre deve usar um avental e luvas de proteção.

3- A prática do uso de colimador restrito, filtração do feixe primário, técnicas de kVp ideais, telas e filme de alta velocidade e exames pouco repetidos. A exposição do técnico radiologista é devida basicamente à radiação dispersada do paciente e de outras fontes. Além disso, a redução da exposição do paciente resulta consequentemente na redução da exposição do técnico radiologista.

4- Os técnicos radiologistas devem seguir as três regras cardinais de proteção contra a radiação, o tempo, à distancia e o princípio da proteção, devendo minimizar o tempo de exposição, permanecer o mais distante possível da fonte e usar um escudo de chumbo quando exposto.


Fonte:http://dicasderadiologia.com.br

Um comentário: